Entrevistas,

Mulheres na oficina: Ritieli Pereira

Março é um mês muito especial não só na Oficina Inteligente, mas também para todas as mulheres que vêm ganhando protagonismo no mundo da reparação automotiva. Nesse pensamento, estamos trazendo, em nossas redes, uma série de conteúdos que informam, conscientizam e celebram a sua importância durante o mês da mulher. No post de hoje, temos uma convidada especial: Ritieli Pereira, a @donadomeucarro, que gentilmente nos concedeu esta entrevista.

Ritieli Pereira é uma figura de destaque no mundo das oficinas. Há 15 anos no setor automotivo, além de possuir duas oficinas mecânicas, é a idealizadora e responsável pelo projeto Dona do Meu Carro, em que procura aproximar o público feminino e o universo da reparação automotiva.

Movida pelo aperfeiçoamento constante, possui um currículo de peso, sendo uma inspiração para muitas mulheres que têm desbravado uma área ainda bastante associada aos homens.

Na mini entrevista a seguir, você poderá conhecer um pouco da sua história, dos seus atuais empreendimentos e da sua visão sobre o protagonismo feminino no setor. Confira!

Como você começou a sua trajetória na reparação automotiva? Atualmente, quais são os seus projetos em andamento? Conte um pouco da sua história para a gente.

Inicei no ramo da mecânica como atendente de loja de peças de motocicleta. Por uns 3 anos, essa foi a minha grande paixão, até ter o meu primeiro contato com a mecânica automotiva, em 2011. [Nela,] iniciei como atendente em uma auto mecânica, e foi nessa empresa que obtive grandes ensinamentos na área. Já em 2012, em uma empresa do ramo de autopeças, tive a oportunidade de fazer cursos de mecânica para conhecimento das peças do carro. Desde então, não parei mais de estudar: tenho formação em Técnica em Mecânica pela UFSM – meu maior orgulho como profissional. Disso até ter a minha oficina mecânica, não levou muito tempo.

Hoje tenho um projeto chamado Dona do Meu Carro, em que ministro cursos para mulheres, tentando simplificar a mecânica, trazer essas mulheres para dentro da oficina e fazer com que elas percam o medo desse ambiente popularizado como machista. Em Fevereiro de 2022, abrimos a nossa segunda oficina mecânica, e meu projeto é tornar a minha empresa referência em atendimento ao público feminino na região central do estado do Rio Grande do Sul.

Para você, qual é o diferencial que as mulheres têm apresentado como profissionais do ramo?

Acredito que nós, mulheres, viemos cada vez mais nos destacando por conta do atendimento ao cliente e relações interpessoais. Por sermos mais sensíveis, temos essa percepção de atenção com clientes, profissionais etc.

Como você enxerga o cenário atual da reparação automotiva para as profissionais mulheres? Quais conquistas você acha que contribuíram nos avanços e quais desafios você acha que ainda existem para que todas conquistem o seu espaço?

Para mim, que já estou nesse meio há 15 anos, estou vendo uma grande chance se abrindo para nós, mulheres. Estamos recebendo apoio de quem menos esperamos. As distribuidoras de peças e as oficinas mecânicas estão abrindo as suas portas e estão acreditando no nosso potencial – creio que seja o nosso momento! Estamos cada dia mais em busca de conhecimento, e isso vem nos capacitando a enfrentar os obstáculos impostos pela sociedade, digamos, um tanto machista no ramo. Creio também que isso se deve muito à união: estamos nos unindo e, juntas, estamos conquistando o nosso espaço.

Sim, ainda temos muitos desafios a serem vencidos, mas creio que, com a nossa receita de buscar de conhecimento e informação, aos poucos vamos ganhando liberdade para conquistar o nosso espaço.

  • Siga a Oficina Inteligente nas redes sociais para mais conteúdos do universo da gestão de reparação automotiva e recursos exclusivos: Facebook | Instagram
< Voltar